Japão

Roteiro de 15 dias no Japão

No Japão, nosso roteiro foi de 15 dias sendo 4 dias em Tóquio, 3 em Quioto, 2 em Osaka, 1 em Hiroshima, 2 em Takayama e novamente 3 dias em Tóquio.

O Japão é um país maravilhoso, as belezas naturais, a cultura e educação diferenciada, e uma segurança excepcional. Nós turistas vamos encontrar algumas dificuldades com o idioma, pois muitos não falam inglês, e quando falam tem um sotaque que fica difícil de entender, mas isso não chega a ser um grande incômodo pois a grande maioria tem muita boa vontade em ajudar, fazem mímicas, desenham mapas e algumas vezes até te conduzem ao caminho correto.

Nas cidades mais interioranas como Takayama e Shirakawa-go, é possível perceber um pouco mais dos costumes e características do Japão mais tradicional, um banho de cultura e tradição.

Outra característica deles é a praticidade nas coisas, vejam o leite e o açúcar por exemplo, bem pequenos e práticos para colocar no café, o açúcar também muitas vezes já vem no formato desse xarope para não precisar ficar mexendo muito, o leitinho é a coisa mais linda rsrs. Comidas prontas são encontradas facilmente em toda delicatesse, uns pratos que parecem comida caseira, tudo muito gostoso e com ótimos preços. Aquelas máquinas de venda são encontradas por todo lado, de comida a brinquedos, tem de tudo nelas. Até vinho que vem num saquinho portátil você encontra por lá, e olha que é vinho de boa qualidade não é vinho ruim não, Luam adorou essa idéia.

Mesmo amando conhecer o Japão, é preciso falar que em alguns aspectos nossas expectativas ficaram abaixo do esperado.

A primeira coisa que percebemos é que em Tóquio, como qualquer outra grande Metrópole, e sendo esta a maior Metrópole do mundo, a vida é muito corrida, e portanto, nas estações de metrô ou até mesmo nas ruas, muitas vezes você sente alguns empurrões, mas nada como o metrô de Paris ou São Paulo, por exemplo.

Nos restaurantes a rotatividade é muito grande, então eles prezam pela agilidade, a intenção é que você coma e vá embora, nesse caso eles já trazem a conta no momento em que você pede o prato, a impressão é que estão nos expulsando, no início achamos estranho, mas depois nos acostumamos, é a maneira deles de agir. Uma coisa que também não esperávamos encontrar por lá, eram moradores de rua e pedintes, embora esse seja um problema comum entre as grandes metrópoles, a gente tinha uma imagem perfeita do Japão, fomos com a expectativa muito alta, mas no fim percebemos que não existe lugar perfeito.

É óbvio que no geral o Japão é extremamente evoluído e diferenciado. É lindo de ver o quanto eles se preocupam com o bem estar da comunidade, e portanto, não querem atrapalhar o convívio social. São silenciosos, não conversam muito nos transportes públicos, nem ouvem música sem ser no fone de ouvido, e até mesmo evitam de falar ao telefone para não incomodar.

A segurança é um espetáculo, apesar do seu tamanho, Tóquio é considerada como a cidade mais segura do mundo, só pra ter noção do nível de segurança no Japão. Além disso é difícil de ver lixo nas ruas, não é para exagerar como eu já vi em alguns outros sites e pessoas falando, você encontra sim, mas é difícil, no geral as cidades são muito limpas.

Outra coisa importante é falar dos custos de visitar o Japão. A alimentação, transporte, compras, hospedagem, o dia a dia em geral, é um bocado elevado e acima daqueles custos que costumamos conhecer, mas com nossa conta de U$ 150,00 dólares diárias para o casal conseguimos passar os dias sem dificuldades.

No geral, o Japão é um ótimo destino para se conhecer e com certeza está dentro dos lugares que temos interesse em retornar no futuro.