JR PASS

Como utilizar o passe para transporte no Japão

A mobilidade no Japão não é algo barato e deve, com certeza, ser avaliada antes da viagem para melhorar o planejamento. Pensando nisso, vamos falar sobre o JR Pass essa ferramenta muito útil de locomoção durante uma viagem ao Japão.

“O Japan Rail Pass é um passe fornecido em conjunto por seis empresas do Grupo JR. É um bilhete econômico e conveniente, adequado para viajar de trem por todo o Japão” (Japanrailpass.net).

Ele é um passe disponível somente aos turistas que estão visitando o Japão e somente é válido por um período limitado de tempo, sendo esse período de 7 dias, 14 dias ou 21 dias.

Existem ainda dois tipos de categorias, a categoria comum e a categoria luxo, a diferença de preço é considerável e a categoria comum já tem uma excelente qualidade, por isso optamos por essa categoria, mas vale a pena avaliar. Existem também as mesmas opções para crianças, com valores reduzidos.

Uma das empresas autorizadas para a venda do JR Pass no Brasil é a Gema Turismo e em seu site encontra-se as informações sobre compra, utilização e requisitos para uso. O seu site é https://railpassbrasil.com.br/, a compra pode ser feita pelo site ou até mesmo por whatsapp, eles são super atenciosos e te ajudam muito em todo processo, fiz minha compra pelo whatsapp foi bem simples.

Vale salientar aqui que o preço do JR Pass é um pouco alto e pode até parecer que ele não valha a pena, mas lembre-se que o transporte público não é algo barato, táxi é muito caro via de regra, se locomover no Japão não é algo barato e no final das contas o JR Pass pode ser uma economia, como foi no nosso caso, mas existem calculadoras para ajudar nessa pesquisa, como a disponível nesse link, https://www.jrpass.com/pt-pt/farecalculator, além de que também pode-se verificar os preços individualmente de cada trecho, através desse link, http://www.hyperdia.com/en/, eu utilizei esses dois links para calcular e terminei optando pelo JR Pass.

Comprando o JR Pass

Para comprar o JR Pass é necessário estar com o passaporte e visto do Japão em mãos, pois eles serão necessários logo no momento da compra desse passe aqui no Brasil.

Ao analisar o site da railpass brasil, escolhemos a categoria comum e entramos em contato com a empresa pelo whatsapp. Foi tudo muito simples, eles nos mandaram o boleto, nós efetuamos o pagamento e enviamos o comprovante, foto do visto e endereço completo. Pagamos num dia e no outro já nos mandaram fotos do pedido sendo enviado. Com poucos dias o voucher do JR Pass chegou à nossa residência.

Usando o JR Pass

Primeiramente lembrem-se de que você ainda não está com JR Pass em mãos, o que você tem é um voucher para ser trocado no Japão. Então, assim que chegar ao Japão você pode procurar um guichê da JR Pass disponível nos aeroportos e nas principais estações da JR Pass espalhadas pelo país. Uma lista dos guichês disponíveis pra troca pode ser encontrada clicando aqui.

Ao se direcionar ao guichê de troca você vai apresentar seu voucher, passaporte e visto para que seja validado e então trocado pelo seu JR Pass. No momento da troca do voucher, você vai dizer qual o período que quer que inicie seu JR e daí então é só contar o número de dias que você comprou: 7, 14 ou 21 dias. Você deve estar a todo momento com seu passaporte em mãos e com o JR Pass para utilizá-lo, pois é solicitado sempre que você entra e sai da estação.

O JR Pass pode ser utilizado tanto nas locomoções dentro das cidades, seja por ônibus, metrôs, trens e até mesmo balsas, como também nas locomoções entre as cidades do Japão, utilizando o JR-Shinkansen, que são os trans balas. O JR está disponível em quase todas as cidades do Japão, e você pode utilizar todas as suas linhas, sendo apenas algumas exceções como os “Nozomi” e “Mizuho“, cuidado para não utilizar essas linhas e ter que pagar a parte.

Para o deslocamento entre outras cidades as reservas dos assentos podem ser feitas com antecedência em qualquer guichê disponível da JR. Essa é uma ferramenta que ajuda muito, pois você já reserva seus assentos e horários logo que trocar seu voucher e não tem risco de pegar trens balas cheios e sem espaço para sentar, tornando sua viagem muito confortável e agradável.

Dicas

1- Uma boa dica é você reservar hotéis próximos de estações da Jr, pois dessa forma você evita pegar outro tipo de transporte público e economiza bem.

2- O google maps ajuda muito no deslocamento dentro do Japão, tendo todos os trens e horários dos transportes, além do nome das estações e tudo mais. Mas em relação as estações específicas do JR eu encontrei um outro aplicativo que achei melhor e me ajudou a me locomover até mais que o próprio google maps. Esse aplicativo é o Navitime podendo ser baixado clicando aqui.

Para mais dicas de nossa viagem à Ásia e Japão, clique nos links

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.