Pousada Pet Friendly em Paripueira

O que fazer em Paripueira

Paripueira ou Parispueira, como alguns moradores gostam de chamar, está localizada na região metropolitana de Maceió em Alagoas e é conhecida por suas lindas piscinas naturais. Essa foi a segunda vez que viajamos para lá, mas a primeira vez com Loki.

Assim como da outra vez nos hospedamos na Pousada Vila dos Corais, muito bem localizada em frente a orla, próxima de bares, restaurantes, igrejinha e letreiro da cidade. A pousada é bonita, quarto amplo com frigobar e ar condicionado. Porém, diferentemente da primeira vez tivemos alguns probleminhas.

Primeiro é importante dizer que é Pet Friendly mas cobra uma taxa (diária mesmo) de 50 reais por dia pela hospedagem do pet, achei um pouco abusivo uma vez que não é oferecido benefício nenhum ao animal, como potes para comida, caminha e essas coisas que os hotéis pet friendly costumam oferecer, dessa forma não há custo algum para eles hospedarem o cachorro. Mas até aí tudo bem, já que fomos sabendo o valor.

Daí começaram os problemas, o quarto estava com a pia entupida e a porta cheia de formigas gigantes que saiam a noite pelo chão e podiam picar Loki, além disso pedimos para que se possível arrumassem o quarto cedo pois voltaríamos por volta de meio dia para descansarmos. Em nenhum dos dias isso foi feito. Que fique claro que a recepção não passou essa informação aos funcionários da limpeza, logo estes não tiveram culpa. Por sinal os funcionários são bem prestativos e atenciosos, as exceções são a moça da recepção e a própria dona.

Primeiro dia em Paripueira

Mas vamos lá que nada disso chegou a atrapalhar nossa viagem, afinal Paripueira é um paraíso. No primeiro dia como já chegamos a tarde ficamos um pouco na piscina aproveitando a pousada, ah Loki pode ficar no local desde que de coleira, o único local proibido para eles é a área do café da manhã.

A noite fomos procurar algum local bacana para jantarmos, importante lembrar que quando viajamos com Loki todos os lugares que frequentamos são pet friendly, não existe a possibilidade de deixá-lo sozinho, a única hora que ele fica só é quando vamos tomar café da manhã, mesmo assim só se a pousada não permitir. Para nossa grata surpresa achamos um local incrível, o restaurante Traineira do Pescador. Local bonito, ambiente agradável, o dono uma simpatia, foi muito atencioso conosco e com Loki, logo de cara trouxeram um potinho com água para ele. E a comida ahh essa dava pra sentir o cheiro ainda da mesa.

Pedimos um arroz com polvo para duas pessoas mas que servia quatro tranquilamente, estava simplesmente perfeito! De sobremesa um maravilhoso tiramisu e tudo isso acompanhado de um bom vinho.

Segundo dia em Paripueira

No segundo dia fomos tomar o café da manhã da pousada, o café é bom, tem opções de pães, bolos, frutas, cuscuz… você pode pedir tapioca também para as meninas da cozinha que elas fazem prontamente. Vale dizer que elas são bem atenciosas e simpáticas.

Em seguida fomos caminhar com Loki na orlinha, por sinal, isso é outro passeio imperdível, caminhar admirando aquele mar verdinho logo ao amanhecer é uma terapia. Depois fomos finalmente curtir essa praia maravilhosa. No caminho para a praia lembre-se de tirar foto no letreiro da cidade.

Fomos ao Ouriço Beach, nada mais é que um local na beira da praia onde fica um trailher e tendas gigantes que proporcionam uma ótima sombra. O local é simples mas serve ótimos petiscos, tem pula pula para crianças, aqueles balanços instagramáveis para fotos e um bom atendimento.

Lá ainda é permitido levar seu cooler ou isopor, o que já proporciona uma economia, mas lembre-se de não ser mau educado e consumir do local também, afinal você está no estabelecimento deles. Como fomos numa sexta feira o local estava bem tranquilo mas dizem que sábado e domingo costuma lotar.

O mar em frente é convidativo ao banho, verdinho, calmo, quentinho e de uma beleza que não dá para descrever. Como já havíamos comido bastante petisco no Ouriço Beach optamos por não almoçar e guardar o apetite para o jantar. Mas antes disso fomos conhecer o bar de praia mais famoso e turístico da região, o Mar & Cia. Ele é bonito tem vários locais para foto, só que é day use, então independentemente de você consumir ou não já paga taxa de entrada de 35 reais por pessoa, então achamos que não valia a pena ter um gasto de 70 reais apenas para estar em bar mais arrumadinho mas que é comum.

Gostamos tanto do Traineira do Pescador que a noite repetimos a dose e fomos jantar lá novamente, era noite de música ao vivo, ótima música por sinal, repertório de muito bom gosto e bastante agradável. Pedimos um espaguete com mix de frutos do mar e este estava ainda mais delicioso que o prato da noite passada. Foi uma prato para duas pessoas mas serve quatro. Loki mais uma vez foi tratado como um rei com direito até a ficar um tempinho na mesa do dono do restaurante rsrs.

Terceiro dia em Paripueira

No terceiro dia após a caminhada com Loki e o café da manhã, optamos por ficar na praia em frente a pousada, lá você pode alugar uma mesa com sombreiro e cadeiras e ficar à vontade, inclusive levando suas próprias comidas e bebidas. É uma ótima opção para quem quem quer economizar, a mesa custa 30 reais e você pode ficar o tempo que quiser.

Ficamos por lá a manhã toda e em seguida fomos almoçar na Barraca do Osvaldo, tínhamos ido lá da outra vez que estivemos em Paripueira e o sabor do vinagrete com polvo nos marcou profundamente, fomos conferir se continuava tão bom quanto antes e não é que conseguiu se superar! O prato é extremamente saboroso e generoso, o ambiente agradável e atendimento impecável, inclusive o próprio Osvaldo sempre está por lá atendendo os clientes.

Após o almoço e descanso na pousada fomos conhecer outro famoso bar da região, o João Trinta Beach, não chegamos a entrar e consumir de fato, fomos mais para fechar o passeio até as piscinas naturais, o João oferece esse serviço a um preço melhor que os agentes de turismo que ficam pela região. Mesmo não usufruindo do bar deu pra perceber que é bem bonito, tem ótimos lugares para foto, bons preços e bom atendimento. Vale a pena se você estiver com tempo e quiser um lugar mais elaborado para ficar.

A noite fomos jantar na pizzaria Pizza a Lenha, porém nossa escolha lá foi uma chapa de macaxeira, queijo, carne de sol e café. O lugar é bonito, agradável e tem ótimos preços. Lembrando que todos os lugares são pet friendly.

Quarto dia em Paripueira

Quarto e último dia, com a maré baixa e um sol lindo fomos finalmente conhecer as piscinas naturais de Paripueira, quando fomos há cerca de oito anos atrás fizemos outros passeios, vou falar deles no final.

O ponto de encontro foi no bar João Trinta, fomos no primeiro horário, marcado para às 7:30. O valor do passeio foi 40 reais por pessoa e tem duração de cerca de 2 horas.

E aí você pode estar se perguntando, e Loki? Loki foi conosco mas é importante saber que na verdade é proibido levar pets nas embarcações, a marinha local não permite e há vigilância para essa ou outras irregularidades, porém sem Loki não iríamos, o pessoal do bar até se ofereceu para ficar com ele mas isto estava fora de cogitação, nunca, em momento algum de qualquer viagem deixamos Loki sob os cuidados de outras pessoas. Não fizemos confusão quanto a isso, até porque é uma norma deles, mas como era muito cedo e não haveria fiscalização o responsável pela embarcação falou que não havia problema em levar desde que cuidássemos dele. Resolvemos ir então, Loki tem seu próprio colete salva vidas e sabemos da responsabilidade que é levá-lo a esse tipo de passeio, não foi a primeira vez que ele andou de barco mas foi a primeira para piscinas naturais, chique é ele hahaha.

As piscinas naturais de Paripueira não são tão famosas quanto as de sua vizinha Maragogi, mas são tão lindas quanto! Água cristalina e peixinhos por toda parte, para quem curte fazer mergulho é possível alugar um snorkel, infelizmente eu morro de medo e sempre fico afobada quando coloco o snorkel então eu já desisti de tentar, mas Luam alugou e disse que realmente é muito lindo. Para quem como eu não tem coragem, não vai ver os corais mas com certeza vai ver os peixinhos que ficam nos rodeando o tempo todo. Loki não curtiu muito a brincadeira então nós revezávamos quem ficava com ele no barco.

O passeio durou até mais de 2 horas e foi incrível, realmente as piscinas naturais de Paripueira são fantásticas e você não pode deixar de visitar.

De volta a pousada hora de dar banho em Loki e depois seguimos de volta a Aracaju.

Outros passeios em Paripueira

Como falei anteriormente já tínhamos ido a Paripueira e já tínhamos feito alguns passeios por isso dessa vez deixamos de fora, mas para quem está indo pela primeira vez não deixe de fazer o passeio para a Praia de Carro Quebrado, você pode ir contratando um buggy, jipe ou lancha ou se preferir pode fazer como a gente e contratar um guia da região e ir no seu próprio carro. Os guias são moradores de lá e conhecem tudo a respeito do local, na ocasião nosso guia ainda nos levou para a Ilha da Crôa, uma praia com águas rasas e calmas, e ao Capitão Nicolas, um resort com ótima estrutura e que oferece day use, nós só conhecemos o lugar mas não quisemos ficar por lá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.